Governo abre mais dez leitos para Covid-19 no Hospital de Emergência do Agreste

0
http://www.maceio.al.gov.br/coronavirus/

O atendimento aos pacientes com suspeita ou infectados pelo novo coronavírus em Arapiraca e cidades do Agreste continua recebendo investimentos do Governo de Alagoas. Esta semana, o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), abriu mais dez novos leitos, sendo cinco de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e cinco clínicos.

Com isso, o hospital passa a ter uma estrutura com 37 leitos para internar pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19. Do total, são 12 leitos de UTI e 25 leitos clínicos.

A previsão da gerente-geral do HE do Agreste, Bárbara Fernanda Albuquerque, é de que sejam implantados mais leitos ainda na próxima semana para reforçar o atendimento em toda a região.

Capacitações – Por meio do Núcleo de Educação Permanente (NEP), o hospital prosseguiu com os treinamentos presenciais, como também com os cursos online para as equipes que trabalham diretamente nos leitos de Covid-19.

As capacitações foram iniciadas há duas semanas e contam com o apoio do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), da gerência-geral e de todas as coordenações setoriais do HE do Agreste.

Dessa vez, as atividades começaram na segunda-feira (18) e foram encerradas na quarta-feira (20). Ao todo, foram formadas quatro turmas de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e técnicos de apoio administrativo que atuam com os pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Nos três dias de treinamentos foram abordados, de forma didática, o método MOT para a paramentação e a sequência correta do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a exemplo de máscaras, óculos, luvas, toucas cirúrgicas, entre outros.

Segundo explica o enfermeiro Jean Marinho, que é coordenador dos treinamentos e do Núcleo de Educação Permanente (NEP), nas capacitações também foi abordado o método TOM, que é voltado para os procedimentos corretos de desparamentação e retirada dos equipamentos, a fim de evitar a contaminação pelo vírus.

Os profissionais de saúde também trocaram informações acerca dos protocolos para a Covid-19, bem como sobre os procedimentos para intubação orotraqueal em sequência rápida.

Secom/Gov do Estado

COMPARTILHE

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA