ALAGOAS

Governo usará recursos do Fundo Penitenciário e ampliará vagas no sistema prisional

Governador Renan Filho anunciou que recursos serão aplicados na ampliação do número de vagas e na compra de equipamentos para o sistema prisional alagoano
Texto de Severino Carvalho

O Estado de Alagoas já está pronto para utilizar os cerca de R$ 42 milhões do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) liberado pelo governo federal. A afirmação foi feita pelo governador Renan Filho, na manhã de segunda-feira (26), durante a solenidade de lançamento da construção do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN), na Chã de Bebedouro.

 

De acordo com o governador, os recursos serão aplicados na ampliação do número de vagas e na compra de equipamentos para o sistema prisional alagoano. A meta é elevar em mais de 50% a disponibilidade de vagas.

 

“O governo federal disponibilizou esses recursos e nós já estamos prontos para ampliar o número de vagas do sistema prisional alagoano e para comprar equipamentos que vão permitir que o Estado melhore o funcionamento do sistema prisional, como, por exemplo, a aquisição de detectores de metal”, declarou Renan Filho.

 

O governador recordou que, até o final de 2016, a União jamais havia liberado os recursos do Fundo e só o fez após as rebeliões e mortes ocorridas nos presídios do Norte do País e no Rio Grande do Norte, motivadas pela disputa entre facções criminosas.

 

O governo federal autorizou, então, no final do ano passado, a liberação de R$ 1,2 bilhão do Funpen para investimentos na construção de presídios e modernização do sistema prisional nos estados e no Distrito Federal.

 

“Quando o governo federal libera o dinheiro, você tem de fazer o projeto, aprovar, viabilizar a licitação das obras para iniciar. Alagoas é um dos três estados do Brasil que já aprovaram esses projetos. É um recurso importante e nós vamos utilizá-lo”, relatou o governador.

 

Renan Filho pretende abrir 300 novas vagas no Presídio de Segurança Máxima, que se somarão a outras 700 já entregues, o que representará um acréscimo de mais de 50% na disponibilidade de vagas no curto período de dois anos e meio.

 

“Vamos ampliar o Cadeião, melhorar o Baldomero Cavalcante e assim ofertar praticamente mil novas vagas no sistema prisional, além de melhorar o seu funcionamento com novos equipamentos”, informou.

 

Levantamento divulgado em janeiro pela ONG Contas Abertas apontou que o Funpen, administrado pelo Ministério da Justiça, conta, ainda, com R$ 2,4 bilhões em recursos disponíveis.

 

“Seria sempre bom que o governo federal liberasse mais esses recursos do Fundo, que poderiam ajudar muito os estados, principalmente os que tiveram mais problemas nessa crise do sistema prisional nacional que, graças a Deus, não chegou a Alagoas”, acrescentou Renan Filho.

 

Artigos relacionados
ALAGOASCotidianoDestaquesNotíciasSertão

Mix Supermercado é inaugurado em Delmiro gerando emprego e renda

Empreendimento faz parte do Complexo Shopping da Vila que será concluído em julho com 500 novos postos de trabalho e…
ALAGOASDestaquesNotícias

Governo Federal alinha ações de investimento em turismo em Alagoas

Alagoas tem uma vocação para turística e isto é um fato que é facilmente constatado e para alinhar ações e…
ALAGOASNotícias

Crescimento do turismo fomenta novos empreendimentos “pé na areia” em Alagoas

Texto de Thiago Tarelli Mesmo em um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus, o turismo em Alagoas seguiu crescendo,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :