ALAGOAS

SSP registra menor índice de roubos em coletivos desde 2014

Em Maceió, foram 68 ocorrências de roubo em janeiro; 69 em fevereiro; 46 em março; 40 em abril; 39 em maio e 24 em junho
Texto de Micheliny Tenório e Amélia Sandes

As empresas de transporte coletivo comemoram a baixa no número de roubos ocorridos no mês de junho, em Maceió. Os dados foram divulgados em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (5), na Sala de Situação da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

 

O secretário Lima Junior apresentou dados recentes sobre as ocorrências e falou sobre a parceria com o setor de transporte público em Maceió para campanha do Disque-Denúncia.

 

 

O problema envolvendo roubo a coletivos tem recebido uma atenção especial da SSP, especificamente nas áreas críticas. Em média, 700 ônibus circulam na capital, em um turno de até 18 horas, com o transporte de cerca de 300 mil pessoas ao dia. Algumas empresas do setor chegaram a registrar, sozinhas, entre 70 e 80 assaltos por mês.

 

“Em comparação aos últimos anos, 2017 foi o que mais obteve redução dos roubos a coletivos na capital. “Estou feliz em chegar na empresa e saber que foi mais um fim de semana de zero assalto”, comemora Luzmila Cavalcante, do setor de Recursos Humanos da empresa Veleiro.

 

Ela contou que os funcionários viviam em uma insegurança muito grande para trabalhar, situação que tem mudado com as constantes abordagens policiais. “A polícia está revistando as pessoas; olhando os ônibus. Contamos com o apoio do BPTran [Batalhão de Polícia de Trânsito]; da Força Tarefa. Acredito que os passageiros também estão gostando”, avalia a funcionária.

 

Márcio Augusto, estudante de Jornalismo, utiliza o transporte coletivo todos os dias e percebeu que diminuíram os comentários sobre assaltos.

 

“Antes, havia assalto em ônibus escolar e muito roubo em coletivo, principalmente em locais com pouca iluminação. Hoje percebo que melhorou bastante”, observou o universitário.

 

O setor de transporte, representado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Alagoas (Sinttro-AL) e empresários do setor, reúnem-se mensalmente com a cúpula da SSP para discutir sobre policiamento, abordagens policiais e precauções para evitar que trabalhadores e usuários dos transportes coletivos sejam vítimas de bandidos. Eles também têm um canal específico de comunicação.

 

Conforme dados apresentados pelo secretário Lima Junior, o mês de junho registrou o menor índice de ocorrência desde 2014. “Foram 24 registros de roubo em coletivo no período, o melhor resultado já apontado pelas estatísticas na história da segurança pública”, afirmou o secretário, ao descrever a diminuição gradativa nos últimos seis meses.

 

Segundo Lima Júnior, na capital foram registradas 68 ocorrências de roubo em janeiro; 69 em fevereiro; 46 em março; 40 em abril; 39 em maio e 24 em junho deste ano. “Em 2014, tínhamos mais de 150 assaltos ao mês. A redução para 24 ao mês é significativa e, cada vez mais, iremos nos empenhar para manter a tranquilidade dos usuários”, destacou o secretário.

 

A reunião contou com a participação de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro/AL), da Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas Exterior (Transpal) e de representante da Rota Mídia, empresa responsável pela plotagem nos ônibus.

 

Disque-Denúncia

 

Uma parceria firmada entre a SSP e os representantes da Transpal resultou na realização de uma campanha de divulgação do Disque-Denúncia 181 por meio de plotagens em coletivos – os outbus.

 

A empresa Rota Mídia estará plotando 30 coletivos com mensagens sobre o serviço de denúncia anônima. “A ideia é despertar a conscientização da população para uso dessa ferramenta. A campanha ficará por cerca de quatro meses”, disse Sue Réginis, representante da empresa.

 

O coordenador do Disque-Denúncia, capitão Roberto Feliciano, ressaltou a questão do anonimato para o denunciante e o quanto este serviço já auxiliou na resolução de ações criminosas.

 

“Entre 2016 e 2017, devido a denúncias anônimas feitas ao 181, foi possível apreender 186 armas, efetuar 588 prisões, recuperar 76 veículos (carros e motos) e fazer a apreensão de, aproximadamente, 550 kg de droga ilícita”, descreveu Feliciano.

 

A ligação para o 181 é gratuita e pode ser feita de telefones fixos e de celulares. A denúncia também pode ser informada no site da SSP e por meio do aplicativo, que está disponível para o sistema Android.

Artigos relacionados
ALAGOASDestaquesNotícias

Entrelaços: exposição no Parque Shopping apresenta peças em bordados e rendas

Entre pontos, tramas e tecidos, a história de tradições familiares e da cultura alagoana é traduzida em peças de bordados…
ALAGOASCotidianoDestaquesNotíciasSertão

Mix Supermercado é inaugurado em Delmiro gerando emprego e renda

Empreendimento faz parte do Complexo Shopping da Vila que será concluído em julho com 500 novos postos de trabalho e…
ALAGOASDestaquesNotícias

Governo Federal alinha ações de investimento em turismo em Alagoas

Alagoas tem uma vocação para turística e isto é um fato que é facilmente constatado e para alinhar ações e…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :