ALAGOAS

Seris quebra recorde e firma 30º convênio para empregar reeducandos

Mais de 600 internos prestam serviços para sociedade
Texto de Maysa Cavalcante

A Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) deu mais um passo importante para inserir reeducandos no mercado de trabalho. Na quarta-feira (2), a pasta firmou uma parceria inédita com a Agência Municipal de Regulação de Serviços Delegados (Arser). Com a conquista, a Seris chegou ao 30° convênio.

 

Atualmente, mais de 600 custodiados estão mudando de vida, ao prestar serviços de qualidade em instituições públicas e privadas do Estado. Esse é o 4º convênio celebrado pelo setor de Reintegração Social em 2017 e a segunda parceria com uma instituição municipal.

 

Alagoas possui um terço dos egressos do sistema prisional trabalhando em empresas do setor público e iniciativa privada, sendo o Estado que mais emprega egressos no país. A meta é ampliar este número para 800 apenados até o final do ano.

 

 

Após assinar o Termo de Cooperação, o secretário da Ressocialização, TC Marcos Sérgio de Freitas, destacou a importância dos convênios. “Ofertamos oportunidade profissional para os custodiados. Com esse trabalho continuaremos reduzindo a reincidência criminal, que hoje é inferior a 2%. Os reeducandos são empenhados e considerados excelentes profissionais pelas empresas, e isso mostra que estamos no caminho correto”, afirmou.

 

De acordo com a gerente de Reintegração Social da Seris, Shirley Araújo, há novos processos em tramitação e a previsão é que em breve novas vagas sejam disponibilizadas. “Com essas iniciativas, a Ressocialização ultrapassa barreiras. Muitos apenados têm a experiência do primeiro emprego em nossos convênios. Quanto mais oportunidade, melhor”, destacou a gerente.

 

O diretor-presidente da Arser, Ricardo Wanderley, afirmou que os custodiados estão desempenhando um grande trabalho e sendo reconhecidos pelos órgãos e empresas. “Ouvimos falar muito bem dessa experiência e decidimos trazer o convênio para a Agência. Faço votos de que esse projeto continue se expandindo e beneficie a sociedade como um todo”, concluiu o diretor.

 

Reintegração Social

 

Além de acompanhar e fiscalizar os reeducandos dos convênios, a Reintegração Social presta apoio educacional, qualificacional, psicológico e social. Ao todo, mais de mil custodiados são atendidos pelo setor. Projetos como o ‘Repensando as Escolhas’, dissemina boas práticas a partir de debates e atividades lúdicas, como palestras, filmes, música e teatro.

 

Já o ‘Produtiva Mente’, outro programa desenvolvido pelo setor, promove encontros guiados por coaches. Nas iniciativas é desenvolvido o autoconhecimento dos reeducandos e despertadas potencialidades. Na ação ‘Uma Nova História’, equipes de custodiados atuam em atividades de preservação e manutenção dos espaços públicos.

 

O secretário TC Marcos Sérgio destacou o incentivo do Governo do Estado. “O governador Renan Filho passou a diretiva: vamos criar oportunidade e mudar a vida dos apenados. Hoje somos o Estado que mais emprega egressos do sistema prisional no país. Aliado à tecnicidade dos servidores, quebramos paradigmas. Os custodiados saem do cárcere para trabalhar”, finalizou o secretário.

Artigos relacionados
ALAGOASCotidianoDestaquesNotíciasSertão

Mix Supermercado é inaugurado em Delmiro gerando emprego e renda

Empreendimento faz parte do Complexo Shopping da Vila que será concluído em julho com 500 novos postos de trabalho e…
ALAGOASDestaquesNotícias

Governo Federal alinha ações de investimento em turismo em Alagoas

Alagoas tem uma vocação para turística e isto é um fato que é facilmente constatado e para alinhar ações e…
ALAGOASNotícias

Crescimento do turismo fomenta novos empreendimentos “pé na areia” em Alagoas

Texto de Thiago Tarelli Mesmo em um ano marcado pela pandemia do novo coronavírus, o turismo em Alagoas seguiu crescendo,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :