DestaquesSertão

Recorde de cisternas construídas em Alagoas

A ausência e a escassez de chuva nas regiões Agreste e Sertão de Alagoas já são sentidas pelos pequenos agricultores nesse período do ano. Porém, uma tecnologia social de baixo custo vem beneficiando a vida desses produtores: a cisterna de primeira e segunda água.

José Alexandre, que preside a Associação dos Pequenos Agricultores Rurais da comunidade Picos, em Piranhas, explica que graças a instalação dessas cisternas no município, as famílias que moram no campo não mais precisam caminhar, em média, cinco quilômetros para buscar água para as atividades domésticas.

Segundo ele, a ação do governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), com a construção das cisternas, tem amenizado o sofrimento de mais de mil famílias de sua comunidade nesse período de estiagem.

“Mesmo com a falta de chuva nessa época, nossa salvação é que todas as cisternas estão cheias de água. Com isso, não precisamos percorrer uma grande distância para buscar água, nem mesmo comprar o líquido para atender nossas famílias”, comemora Alexandre.

Entre o período de 2015 a 2019, o governo de Alagoas, por intermédio da Seagri e das instituições credenciadas pela execução das obras, já construiu e entregou 4.286 cisternas de placas com capacidade para armazenamento de 16 mil litros de água. Um investimento de R$ 11,9 milhões, fruto da parceria com o Ministério da Cidadania.

Como explica o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Sílvio Bulhões, os investimentos que estão sendo feitos pelo governo de Alagoas têm um alcance social muito significativo, já que impacta diretamente na saúde dos agricultores com água potável e de qualidade. “Além de ser utilizada para as necessidades das famílias, a água das cisternas também serve para a produção de alimentos e dessedentação dos animais”.

Noaldo Gomes Araújo, diretor-presidente do Instituto Terra Viva, instituição credenciada pela Seagri para execução das cisternas, explica que cada família participa também de cursos sobre finalidade e importância das cisternas, uma vez que esses equipamentos sociais têm caráter produtivo e de grande relevância para o homem que vive no campo, tanto no Agreste como no Sertão.

Com a nova ordem de serviços assinada pelo governador Renan Filho, em Arapiraca, serão construídas mais 400 cisternas, com investimentos de R$ 1,2 milhão.

Artigos relacionados
ALAGOASCotidianoDestaquesNotíciasSertão

Mix Supermercado é inaugurado em Delmiro gerando emprego e renda

Empreendimento faz parte do Complexo Shopping da Vila que será concluído em julho com 500 novos postos de trabalho e…
DestaquesProgramas

Pesca em alto mar, muita aventura em uma experiência incrível

Desta nossa equipe foi ao mar para pescar e ver se conseguia localizar mais uma vez as baleias jubarte em…
DestaquesNotícias

Promoção! Passagens GOL R$ 99,90

A Gol realiza um Feirão de Aniversário em celebração aos seus 20 anos de história, celebrados nesta sexta-feira (15). Até…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :