Notícias

Prefeito de Arapiraca diz que cenário pode ser de horror nos próximos dias

Arapiraca é a segunda maior cidade de Alagoas e a pandemia de coronavírus pode transformá-la em palco de um cenário terrível de mortes em massa. Esse temor é sentido pelo prefeito Rogério Teófilo, que concedeu uma entrevista ao nosso blog e revelou que está bastante preocupado devido a falta de estrutura para atender a demanda que cresce a cada dia, numa progressão geométrica.

Segundo ele o município é o centro de atendimento médico para 46 municípios da macro região do Agreste, que tem no total cerca de um milhão de habitantes e somente 40 leitos de Utis para covid-19.

Rogério Teófilo disse que está bastante preocupado, já que os testes enviados pelo Governo Federal estão sendo aplicados e o que se pode observar é o cenário que se desenha é assustador.  ” Começou a surgir  apenas a ponta do iceberg. Os 600 testes rápidos doados pelo Governo Federal estão sendo usados nos casos suspeitos e no pessoal da saúde. Os primeiros resultados já demonstram que tem muita gente contaminada, mas na situação assintomática”, disse ele.

Com o decorrer dos dias e realização dos testes, o prefeito disse que poderá ter uma projeção da real situação. Rogério Teófilo disse que uma das agravantes para o aumento da contaminação é que a população de Arapiraca tem o pior índice de isolamento do Estado. Segundo ele as pessoas não estão levando a sério o problema, fato que poderá causar o colapso no sistema de saúde do Agreste e também funerário, o que será um cenário aterrorizador.

Rogério Teófilo relatou também que o número de ambulância, que é insuficiente. Nosso apurou também que muitas estão quebradas e outras não possui sistema de UTIs para transportar vítimas do coronavírus.

Bancos

O prefeito de Arapiraca disse que pediu aos gerentes das agências bancárias que estabeleça um cronograma de atendimento por cidades. Arapiraca é um centro bancário, já que a maioria das cidades circunvizinhas não têm agência, principalmente da Caixa Econômica Federal  e lotéricas. “A aglomeração de pessoas nas portas desses estabelecimento é um problema que temos que resolver com a compreensão da população para o bem da saúde de todos”, disse ele.

A prefeitura tem feito sua parte, destaca o prefeito e tem mantido a rigidez é com relação a fiscalização dos passageiros que chegam a Arapiraca, oriundos de outros Estados. Todos passam por uma fiscalização sanitária, têm seus nomes cadastrados, origem e destino, assim como são orientados a se manterem em quarentena em casa. “Entretanto diante da analise do cenário que se deslumbra a nossa frente assusta e por isso estou pedido a colaboração da população e ajuda do Governo do Estado”, disse ele.

Endurecer

Diante do cenário pavoroso que se desenha na capital alagoana do Agreste, o prefeito Rogério Teófilo pretende endurecer na fiscalização da quarentena. Segundo ele, a Polícia Militar vai ajudar a cumprir com rigor o distanciamento social, a dispersão de pessoas em logradouro público e fiscalização dos estabelecimentos comerciais. Há até a possibilidade da cassação do alvará de funcionamento de que for reincidente.

Rogério Teófilo também está preocupado com o crescimento de casos de dengue e zika vírus em Arapiraca, com a chegada do inverno. O prefeito determinou que seja realizado um mutirão de limpeza em toda cidade fiscalização com punição severa para quem esteja jogando lixo em terrenos baldios, praças e ruas. Ele até pensa em criar um serviço de patrulhamento para flagrar os infratores.

Câmara politiza fiscalização

Os vereadores pretendiam formar  apenas uma comissão para fiscalizar o emprego dos recursos que estão chegando a Arapiraca, para ações de atendimento as vítimas de coronavírus e também atenuar as consequências sociais. O prefeito disse que para  ter transparência é preciso que todos os 17 vereadores fiscalizem e não apenas quatro.

“Quero dar a maior transparência possível ao emprego dos recursos que a prefeitura está recebendo e por isso estou publicando um decreto solicitando que não apenas a Câmara faça a fiscalização, mas toda sociedade civil organizada como clube de serviços, Ministério Publico, sindicatos, associações de moradores e outros”, disse o prefeito. Dessa forma a fiscalização afasta a politização e não ficaria este poder nas mãos de apenas quatro vereadores “notáveis”.

Artigos relacionados
DestaquesNotícias

TAP continua sendo a companhia aérea internacional mais importante no Brasil

A TAP atingiu em Dezembro uma quota de 12,5% do transporte aéreo internacional de passageiros de/para o Brasil, em alta…
ALAGOASNotícias

Incentivo locacional à Copra vai gerar 550 empregos em Murici e Rio Largo

O presidente da Copra Alimentos, Hélcio de Oliveira, recebeu, das mãos do governador Renan Filho, as escrituras de dois terrenos:…
DestaquesNotícias

Eventos de qualquer natureza estão proibidos pelos Governo de Pernambuco

O agravamento do cenário da pandemia do covid-19 levou o Governo de Pernambuco a determinar a suspensão de eventos de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :