Notícias

Próximos dias serão decisivos para iniciar flexibilização em AL, alerta governador

Os próximos dias de isolamento social – até 22 de junho – serão fundamentais para que o Governo do Estado possa confirmar a tendência de queda dos números relacionados à pandemia do novo coronavírus, com vistas à retomada das atividades econômicas em Alagoas. A avaliação foi feita pelo governador Renan Filho, em entrevista à TV Gazeta, nessa quarta-feira (10).

Segundo Renan Filho, a sensação dos gestores e corpo técnico do Estado é de que a curva da Covid-19 em Maceió e na região metropolitana começa a apresentar um declínio no tocante à utilização de leitos, à demanda pela rede de Atenção Básica de saúde e às mortes provocadas pela doença. Ele alertou, entretanto, que para a retomada das atividades acontecer de forma segura será necessário que a população mantenha rigorosamente as medidas de distanciamento social estabelecidas pelo novo decreto, em vigor até 22 de junho, quando se pretende iniciar a flexibilização gradual.

“Esse é um período fundamental para que a gente dê clareza a essa queda, por isso nós não estamos abrindo (a economia) agora. Estamos sentindo que a doença está caindo, especialmente em Maceió e na região Metropolitana, mas esses dados precisam ter clareza e, para isso, a colaboração do cidadão é fundamental. As pessoas não podem imaginar que os números estão caindo e pensar: ‘agora estou livre, liberado’. Não. Todos precisam colaborar. A saída dessa doença será uma saída coletiva”, alertou o governador.

“Por um lado, o Estado vai seguir aumentando o número de leitos, tanto na capital, quanto no interior, e por outro lado, as pessoas seguem colaborando com as medidas de higiene pessoal, com o distanciamento social e com o uso de máscaras para que a gente veja a doença cair e assim (possamos) entrar em um novo momento”, acrescentou.

Renan Filho afirmou que o plano para retomada das atividades econômicas em Alagoas está em fase final de elaboração. O documento deve ser apresentado à sociedade no dia 15 de junho, por meio de portaria conjunta entre as secretarias do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e da Fazenda (Sefaz) e o Gabinete Civil.

O plano prevê a instituição do protocolo sanitário e de distanciamento social e está fundamentado em cinco fases de reabertura: vermelha, laranja, amarela, verde e branca, sendo a primeira delas aquela em que o Estado já se encontra, com a determinação, por meio do novo decreto, do distanciamento social e do funcionamento apenas de setores que forneçam serviços considerados essenciais à sociedade.

“Se der tudo certo até o dia 22, as pessoas colaborarem e a curva continuar a cair, a gente vai iniciar a fase laranja até chegar ao ‘novo normal’. Tudo o que nós alagoanos não queremos, mesmo aqueles do setor produtivo, é que depois tenhamos um novo pico, uma segunda onda da doença, e tenhamos de voltar à estaca anterior ou à estaca zero, de maneira que é muito importante que a gente verifique as condições necessárias”, ponderou o governador.

SECOM/GOVERNO DO ESTADO

Artigos relacionados
DestaquesNotícias

União Européia analisa certificados de vacinas para ajudar o turismo de verão

BRUXELAS (AP) – A União Europeia está estudando um certificado de vacina comum para ajudar a levar os viajantes aos…
DestaquesNotícias

Grupos ambientais pedem a Justiça redução de emissões de gases dos aviões

Grupos de defesa do meio ambiente entraram com uma petição no tribunal federal de apelações em Washington, nos Estados Unidos,…
DestaquesNotícias

Arapiraca está a beira do colapso no atendimento de saúde devido a demissões

O presidente da Câmara Municipal de Arapiraca, Thiago do ML, disse que o quadro da pandemia em Arapiraca é preocupante…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :