ALAGOAS

R$ 12 milhões jogados no asfalto em Piranhas

O que parecia a princípio uma boa notícia se transformou nunca grande polêmica em Piranhas, um dos destinos turísticos mais procurados de Alagoas. Trata-se da liberação de crédito para Prefeitura no valor de R$ 12 milhões, através do Prodetur. Essa conquista do município é inédita e única no momento em Alagoas, já que outros municípios como Maragogi, Marechal Deodoro e outros não obtiveram o mesmo benefício.

Até aí tudo bem, pois seria uma conquista a ser comemorada pelo trade turístico e a população, se não fosse pelo fato dos recursos, para beneficiamento e fomento da atividade turística, serem destinados a obras que em nada vão atingir aos objetivos propostos pelo Prodetur.

O alerta foi dado pelo empresário Celsinho Rodrigues, integrante do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), que denunciou que os recursos deveriam seguir as orientações discutidas em reunião do Comtur, para o benefício do turismo. O representante do Comtur, elenca ainda algumas das necessidade urgentes, a serem atendidas pelos recursos do Prodetur, como recuperação dos ancoradouros em Piranhas e o distrito de Entre Montes, além de revitalização de toda orla fluvial do sítio histórico e do anfiteatro, além da retirada de uma quadra de esportes; construída em um espaços nobre do centro de gastronomia.

Proposta do Executivo

Na contramão da valorização do turismo, a prefeita Maristela Sena, colocou na mensagem enviada à Câmara, obras de pavimentação fora do roteiro turísticos, em bairros afastados, onde os turistas não frequentam.

Outra área de investimento que a prefeita delineou na mensagem aos vereadores foi melhoria da iluminação pública. Entretanto o município já possui uma boa arrecadação própria, para esta finalidade, através da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), cobrada todos os meses na conta de energia de cada consumidor.

O presidente do Comtur, Júnior Lisboa disse que o empresário Celsinho Lisboa, não poderia falar em nome do Conselho e disse ainda que os itens apontados como essenciais a atividade turística, pelo denunciante, “seriam contemplados em uma segunda etapa”.

O presidente do Comtur disse que gostaria de falar mais sobre o assunto e que na quinta-feira (25) iriam apresentar alguns documentos que garante os recursos será empregado na melhoria dos pontos turístico de Piranhas e assim valorizar mais o destino.

Como hoje é feriado, não conseguimos falar com o Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União, para saber se os recursos do Prodetur podem ser usados em obras de pavimentação, em locais que não há fluxo turísticos, ou em iluminação pública, para a qual já existe recursos arrecadados pelo município.

Artigos relacionados
ALAGOASDestaques

"Temos que equilibrar a preservação da vida e dos empregos para nosso povo”, afirma secretário

Em mais um fórum de alinhamento das ações de combate à Covid-19 no estado, o secretário de Desenvolvimento Econômico e…
ALAGOAS

Sedetur e Procon abordam 22 veículos e 7 são flagrados irregulares em Maragogi

Cerca de 22 veículos, com capacidade total de aproximadamente 550 passageiros, foram abordados em ação de fiscalização de transportes turísticos…
ALAGOASNotícias

Secretário Rafael Brito reúne trade turístico para alinhamento de ações promocionais

Em 2020 o turismo em Alagoas alcançou a liderança do mercado nacional e esteve em evidência durante todo o ano…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :