Notícias

Turismo na Europa terá que enfrentar o vírus sem prejuízos a atividade

Em plena temporada de verão o número de casos de covid-19 tiveram aumento considerável colocando em alerta a Comunidade Europeia principalmente com a liberação das atividades turísticas. A Espanha tem sido o termômetro com o aumento de infecções e em outros países, causando preocupação entre as autoridades de saúde sobre as pessoas que trazem o coronavírus para casa após as férias de verão.

A Organização Mundial da Saúde disse que a pandemia continua a acelerar, com o dobro de casos nas últimas seis semanas. O chefe de emergências da agência de saúde da ONU, Dr. Michael Ryan, enfatizou a necessidade de “manter a pressão sobre o vírus”.

“Todo país em que a pressão foi aumentada sobre o vírus, onde o vírus ainda está no nível da comunidade, houve um retrocesso nos casos”, disse ele. O problema é que as autoridades de saúde se esquecem que o vírus não deixou de circular e está presente em todo mundo. A contaminação da população mundial é um fato irremediável, pelo menos até que se tenha uma vacina. Contrair o vírus é apenas uma questão de tempo, já que as pessoas não poderão ficar confinadas eternamente e economia não poderá suportar a paralização.  Sobreviver a doença é uma questão dos meios disponíveis e principalmente da disponibilização de atendimento médico e tratamento logo no início da doença.

Os países europeus começaram a se abrir para os turistas em meados de junho, mas eventos recentes mostraram que a nova liberdade de viajar está sujeita a contratempos. No fim de semana, a Grã-Bretanha impôs uma quarentena de 14 dias aos viajantes que chegavam da Espanha, a Noruega ordenou uma quarentena de 10 dias para as pessoas que retornavam de toda a Península Ibérica, e a França exortou seus cidadãos a não visitar a região da Catalunha na Espanha.

Espanha

Na Espanha a indústria do turismo emprega 2,6 milhões de pessoas na Espanha e gera 12% da atividade econômica do país.  Juan Molas, chefe de uma associação nacional de empresas de turismo, Mesa del Turismo, disse que o setor de turismo da Espanha perdeu em média 5 bilhões de euros (5,8 bilhões de dólares) por semana desde março.

O ministro do Turismo Reyes Maroto disse que o governo espanhol está tentando convencer a Grã-Bretanha a isentar as Ilhas Baleares, que têm uma baixa taxa de infecção, da regra da quarentena.

“Estamos vivendo ao lado do vírus. Isso não significa que não podemos viajar. Podemos, se tivermos cuidado ”, disse Maroto. As regiões da Catalunha e Aragão têm os aglomerados de vírus mais preocupantes da Espanha, levando as autoridades a restringir as restrições em Barcelona, ​​em uma área rural ao redor de Lleida e em Saragoça, que foram relaxadas há apenas um mês.

A Catalunha está enfrentando “os 10 dias mais decisivos deste verão”, disse o líder regional Quim Torra, alertando que está nas mãos de todos evitar que uma “situação crítica” se agrave.

Em outras partes da Europa, autoridades na Bélgica disseram que os casos do Covid-19 estão crescendo a um ritmo alarmante em meio a uma onda de infecções em Antuérpia. As autoridades gregas disseram que provavelmente estenderão o uso obrigatório de máscaras em igrejas e shoppings.

Na Áustria, a cidade turística de St. Wolfgang reduziu o horário de funcionamento dos bares depois que um surto foi detectado na sexta-feira. Na segunda-feira, 53 pessoas haviam testado positivo, incluindo muitas pessoas que trabalham no setor de turismo.

Na Alemanha, autoridades decidiram na semana passada instalar estações de teste nos aeroportos para incentivar as pessoas que chegam de uma longa lista de países considerados de alto risco – incluindo destinos populares como a Turquia – a serem testadas. Eles também permitirão que as pessoas façam o teste gratuitamente em outro local dentro de três dias após a chegada.

O governador da Baviera, Markus Soeder, disse estar preocupado com os viajantes que retornam de férias. Referindo-se à estação de esqui austríaca que foi um ponto quente da Europa em março, ele disse: “Minha preocupação não é que haverá um grande Ischgl, mas que haverá muitos mini-Ischgls”.

O ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, disse que decidiu tornar obrigatórios os testes de turistas que retornam de áreas de risco e que os novos regulamentos devem entrar em vigor na próxima semana, informou a agência de notícias Deutsche Presse-Agentur.

“Precisamos impedir que os viajantes infectem outras pessoas sem que sejam detectadas e iniciem novas cadeias de infecção”, disse ele.  Novas infecções na Alemanha estão subindo mais alto a partir de um nível baixo.

E no norte da África, o Marrocos proibiu a maioria das viagens de e para algumas das principais cidades – incluindo Tânger, Casablanca e Marrakech, geralmente um destino turístico popular – para conter um pequeno aumento nos casos.

Na região da Ásia-Pacífico, muitos países ainda estão proibindo essencialmente os viajantes estrangeiros ou, se permitirem a entrada, exigindo que eles se submetam a testes e quarentena rigorosa. Isso inclui a Austrália, onde o primeiro-ministro do estado de Victoria, Daniel Andrews, disse que o maior fator causador do surto na região são as pessoas que continuam a trabalhar depois de apresentar sintomas.

A passagem de fronteiras estava ligada a outros surtos na Ásia. A Coréia do Sul disse que 16 dos 25 novos casos confirmados na segunda-feira estão ligados a pessoas que chegam do exterior. Nos últimos dias, o país registrou dezenas de casos entre membros da tripulação de um navio de carga com bandeira da Rússia e centenas de trabalhadores da construção da Coréia do Sul transportados de avião do Iraque.

Um registro da Universidade Johns Hopkins mostra cerca de 16,3 milhões de casos confirmados de Covid-19 em todo o mundo e cerca de 650.000 mortes. Pensa-se que os números reais sejam muito mais altos devido aos limites de teste e aos muitos casos menores que não foram relatados.

Artigos relacionados
ALAGOASDestaquesNotícias

Entrelaços: exposição no Parque Shopping apresenta peças em bordados e rendas

Entre pontos, tramas e tecidos, a história de tradições familiares e da cultura alagoana é traduzida em peças de bordados…
CotidianoNotícias

Prefeitura da Barra de Sto Antonio promove mais um aulão preparatório do Enem

O novo governo da Barra de Santo Antônio sob a liderança da Prefeita Lívia Carla e do vice Cleber Malta…
DestaquesNotícias

Prefeita de Porto Calvo comemora obras e incío das atividades no Complexo Turístico do Fortim Bass

A prefeita de Porto Calvo Eronita Espósito recebeu ontem duas boas notícias para consolidar a atividade turísticas no município depois…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :