Notícias

Hemoal necessita de sangue para atender pacientes com complicações pela Covid-19

Com o estoque de sangue zerado da tipagem O negativo, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) necessita de doações para atender pacientes com complicações decorrentes da Covid-19. Entre eles está a recepcionista Maria das Graças Tenório, 60 anos, internada há dois meses no Hospital da Mulher, em Maceió, e que desenvolveu uma anemia e necessita de transfusões.

Situação que preocupa a Gerência do Hemoal, uma vez que além de abastecer as maternidades e os hospitais que realizam atendimento de urgência e emergência, as unidades que tratam pacientes de Covid-19 também têm necessitado de sangue. Isso porque, segundo a gerente do Hemoal e médica hemoterapeuta Verônica Guedes, o novo coronavírus tem ocasionado diversas complicações em alguns pacientes.

“Devido ao comprometimento respiratório, muitos pacientes ficam entubados por longos períodos e acabam desenvolvendo outros problemas. Com isso, alguns evoluem para quadros clínicos que necessitam de transfusão sanguínea”, salienta a gerente do Hemoal e médica hemoterapeuta, Verônica Guedes.

A situação é classificada por ela como preocupante, uma vez que o Hemoal dispõe de 33,33% do estoque mínimo necessário. Isso porque o hemocentro alagoano necessita de no mínimo 300 bolsas, mas, dispõe de apenas 100, com todas as tipagens negativas em patamares críticos.

Situação que tem deixado diversas famílias em apreensão, a exemplo dos parentes da recepcionista Maria das Graças Tenório. “Além da agonia de vermos nossa tia internada pela Covid-19 há dois meses, estamos na luta para conseguirmos doações de sangue para ela. Devido a uma anemia, ela está bastante debilitada e sua vida está sob risco. Pedimos a sensibilidade de todos para que se candidatem à doação de sangue no Hemoal”, apela Thais Vergeti, sobrinha da paciente interna no Hospital da Mulher.

Critérios para doação – Para se candidatar à doação de sangue é necessário ter peso igual ou superior a 50 kg e no mínimo 16 anos. Segundo o Ministério da Saúde (MS), é obrigatório portar um documento de identificação com foto e, no caso dos menores de 18 anos, é imprescindível estar acompanhado dos pais e portando um documento de identificação oficial e original dos responsáveis.

Portaria expedida pelo Ministério da Saúde (MS) informa que ficam impedidas de se candidatar à doação de sangue as pessoas que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas. No caso das gestantes e lactantes, é proibida a doação e, para repetir o ato, os homens devem respeitar o prazo de dois meses e as mulheres um intervalo de três meses.

Novo coronavírus – Os voluntários que contraíram o novo coronavírus só podem doar sangue 30 dias após se recuperarem da doença. Já àqueles que tiveram contato com pessoas que adoeceram, ficam autorizados à doação após 14 dias, caso não apresentem os sintomas da Covid-19.

O impedimento momentâneo foi determinado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão vinculado ao Ministério da Saúde (MS). A medida foi adotada como precaução, uma vez que não está comprovado que o novo coronavírus é transmitido pelo sangue.Hemoal necessita de sangue para atender pacientes com complicações pela Covid-19

Artigos relacionados
Notícias

Accor registra prejuízo de 2 bilhões de euros

A Accor definiu o programa de fidelidade ALL como um dos focos estratégicos do negócio para 2021. Ao anunciar os resultados…
DestaquesNotícias

Relatório da IATA preocupa aviação para 2021

Uma informação data pela IATA, que controla o sistema de aviação civil no mundo,  divulgada hoje nos Estados Unidos foi…
Notícias

Governo de São Paulo adota medidas restritivas

O crescimento do número de caso de covid em São Paulo, principalmente devido a saturação dos leitos de UTI, levou…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :