Destaques

Aeroporto de Maragogi enviado para SAC para analise técnica

O processo burocrático de formalização do aeroporto regional de Maragogi já venceu a primeira etapa na Agência Nacional de Aviação Civil, segundo apurou nosso blog, junto ao secretário estadual de infraestrutura urbanística, Mozart Amaral. Agora vai agora para apreciação da Secretaria Aviação Civil (SAC), para realizar análise técnica da área, que fica bem próximo ao perímetro urbano de Maragogi e ocupa duas fazendas.

Necessário ressaltar que toda obra será realizada com recursos do Governo do Estado e está orçada em cerca de R$ 120 milhões, sendo R$ 66 milhões nas obras de terraplanagem e considerada estratégica para o futuro cenário da atividade turística em toda região, pós pandemia do covid-19.

O processo de desapropriação está correndo tranquilamente, segundo o secretário Mozart Amaral e deve ser concluída até setembro para iniciar a análise técnica SAC e assim ser criado oficialmente o Aeroporto Regional de Maragogi,  e início das obras em uma área de 3.445.950 m2, e um pista de pouso de 2.200 metros de extensão por 45 metros de largura, podendo dessa forma atender a operações com aeronaves A 320, B737-800, bastante usado para voo de longa duração, como os internacional que cruzam ao Oceano Atlântico.

O pátio de estacionamento comporta até quatro aeronaves simultaneamente, ou 12 de menor porte. Já o terminal de passageiros tem 3 mil metros2, 02 gates (portões) para embarque de passageiros e 4 balcões de check-in, além de um aparelho de raios X para verificação de bagagens.

O estacionamento para veículos tem capacidade para 35 carros de passeio e 10 vagas para ônibus e vans. Um heliponto também faz parte do projeto do Aeroporto Regional de Maragogi.

Como surgiu

O sonho da instalação do aeroporto regional de Maragogi é antiga e surgiu no segundo mandato do prefeito Sérgio Lira em 2001, quando depois de uma reunião histórica com então secretário estadual de turismo de Pernambuco, Carlos Eduardo Cadoca, (testemunhada por mim) foi decidido que o equipamento aeroportuário ficaria precisamente entre as divisas de Alagoas e Pernambuco.

Entretanto “ventos fortes” sopravam contra a ideia de se construir o aeroporto no município, o que inviabilizou o projeto na época, hibernando a ideia,  que só era lembrada durante períodos eleitorais, se transformando em “cabo eleitoral” de muito político que só fez promessa, mas que hoje uma realidade.

O Aeroporto Regional de Maragogi, tem um papel estratégico não só para o turismo como para o agronegócio, possibilitando a exportação de frutas tropicais para os países da Europa.

Vale lembrar que ano passado uma missão portuguesa esteve visitando várias regiões de Alagoas prospectando produtores de água de coco, castanha de caju, abacate e cachaça para exportação. Alguns empresário e produtores foram contatados, para realização de parcerias, mas nenhuma se prontificou a concretizar as operações de exportação, devido às exigências da União Europeia, para colocar os produtos no mercado internacional.

Este ano, a Prefeitura de Maragogi, estará voltando a realizar contatos com os integrantes da missão portuguesa, para fazer consultoria de estudos de viabilidade comercial dos produtos agrícolas para exportação. Devido a pandemia o projeto aguarda a liberação das fronteiras para realização dos contatos em Portugal e retomada do intercâmbio.

Artigos relacionados
DestaquesNotícias

AMADEUS tem prejuízo de US$ 1,6 bi

O impacto da pandemia de covid-19 no sector das viagens e turismo é evidenciado pelo Amadeus, uma das companhias mais…
DestaquesNotícias

Amadeus faz parceria com Microsof para inovar em tecnologia no turismo

O Amadeus assinou um acordo com a Microsoft para usar a sua “tecnologia de cloud para inovar e explorar novos…
DestaquesNotícias

Europa vai exigir atestado de vacinação para quem viajar ao Continente

O primeiro-ministro, António Costa, explicou, no final da reunião de líderes europeus desta sexta-feira, que a Comissão Europeia está a…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :