Notícias

São Paulo oferece crédito aos empresários de turismo

Uma Iniciativa paulista é referência para o desenvolvimento do setor de turismo. Trata-se do Programa de Crédito Turístico do estado de São Paulo completa um ano este mês com um reforço de R$ 1,16 bilhão ao setor. A iniciativa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo (Setur) e do Desenvolve SP, instituição financeira do Governo do Estado, é a maior ação de um estado brasileiro para o setor e tem como objetivo promover o crescimento sustentável de negócios. Estes dados, divulgados em primeira mão pelo M&E, serão anunciados nesta quinta-feira (01) na Abav Collab.

Foram investidos R$ 457 milhões em 172 projetos públicos (117) e da iniciativa privada (55). O valor beneficiou secretarias municipais de turismo, empresas da área de alimentação, hotelaria, agências de viagem e ligadas a aviação e eventos. São obras como a de iluminação e infraestrutura do acesso viário de Mogi Guaçu (R$ 5 milhões) ou um parque aquático em Serra Azul (R$ 5,4 milhões) que vão dar mais qualidade à experiência do turista. “Sabemos da importância do apoio ao pequeno e médio empreendedor do turismo e estamos fazendo o possível para que seus negócios prosperem”, diz Vinicius Lummertz, secretário de Turismo do Estado de São Paulo.

Com a evolução da pandemia e seus impactos, o Programa de Crédito Turístico foi adaptado como plataforma para ajudar o setor a atravessar o período, facilitando o acesso ao capital de giro para cobrir despesas fixas e operacionais de empresas, como salários de funcionários, dívidas com fornecedores, pagamento de aluguéis, entre outras. Para este fim, foram concedidos até o momento R$ 707 milhões a duas mil empresas em seis meses de quarentena.

“Estudamos muito a situação. Com a interrupção das atividades, o setor turístico foi avaliado como um dos que mais seriam afetados pela pandemia, junto ao da cultura e economia criativa e o comércio, e faltaria liquidez nas empresas. Por isso, ainda em março, no início da pandemia, lançamos uma linha exclusiva com condições diferenciadas para estes setores”, afirma o Presidente do Desenvolve SP, Nelson de Souza. “O auxílio emergencial para as empresas é o capital de giro”,  complementou.

Além do Desenvolve SP e Secretaria de Turismo, participam do programa a Caixa Econômica, o Banco do Brasil, o BNDES, o Banco do Povo, a agência paulista de desenvolvimento InvestSP e o Sebrae SP. Há opções de bancos privados, cooperativas de crédito e empresas que desenvolvem produtos financeiros totalmente digitais, como as fintechs.

Para facilitar o acesso, a Secretaria de Turismo lançou uma cartilha com as principais informações sobre as linhas de crédito, os bancos parceiros e o passo a passo. Os documentos podem ser encaminhados à distância e a escolha da modalidade pode ser feita sem a necessidade de deslocamentos até uma agência ou unidade física. Também foram realizados 18 eventos online para o setor, entre março e agosto.

Este mês, o Ministério do Turismo e o Desenvolve SP fecharam parceria para destinação de mais R$ 400 milhões a empresas do setor turístico pelas linhas de crédito do Fundo Geral do Turismo (Fungetur). O aditivo amplia a capacidade de auxiliar a recuperação e retomada das empresas paulistas de um dos setores mais impactados pela pandemia do coronavírus.

Artigos relacionados
ExperiênciasNotícias

Expedia Group e Booking Holdings reduziram o marketing em US $ 6 bilhões em 2020 (mas o Airbnb agora faz uma entrada)

Por Kevin May | 2 de março de 2021 A força de marketing combinada do Expedia Group e Booking Holdings caiu para seu nível mais baixo em…
DestaquesNotícias

Futuro: veja a tendência da nova configuração para poltronas nos aviões

Uma startup sediada em San Francisco está competindo para revolucionar as cabines econômicas premium e widebody. Zephyr, a visão do…
DestaquesNotícias

AMADEUS tem prejuízo de US$ 1,6 bi

O impacto da pandemia de covid-19 no sector das viagens e turismo é evidenciado pelo Amadeus, uma das companhias mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :