Notícias

Debate sobre a realização do réveillon e carnaval no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro continua sendo um dos destinos nacionais mais procurados pelos turistas internacionais. Este ano a grande dúvida é quanto a realização do réveillon e do carnaval no próximo ano.

O presidente da ABIH-RJ, Alfredo Lopes, a diretora da Abeoc, Fátima Facuri, e o gestor Mice da Tristar Turismo, Vitor Sayeg, participaram de uma live na última quarta-feira (21), promovida pelo Ramada Hotel Recreio Shopping, para abordar justamente a retomada do turismo no estado, o Réveillon e o Carnaval na cidade do Rio de Janeiro e quais as expectativas do turismo e do setor de eventos.

De acordo com o Presidente da ABIH-RJ, Alfredo Lopes cerca de 80 estabelecimentos da hotelaria no Rio de Janeiro interromperam suas atividades durante a pandemia e que agora praticamente 90% deles estão retomando suas atividades. Acredita ainda que os eventos serão fundamentais para obter uma ocupação linear, saindo um pouco do turismo lazer, que é muito concentrado no Rio de Janeiro, principalmente no verão.

Perguntado sobre a nova era dos eventos virtuais, on line e híbridos, que vem sendo adotada pelo segmento corporativo, o presidente acredita que esse será o futuro, mas não descarta a possibilidade de eventos presenciais e do networking, que são sempre muito bem vindos.

“A medida que se tenha a vacinação em massa das pessoas e a pandemia for embora, nós vamos voltar ao normal. Eu diria que essa área de eventos veio para ficar, e que o Rio de Janeiro está numa oportunidade única. Chegou a hora de todos entenderem da importância do turismo para a cidade, principalmente no fato de ser uma alavanca fundamental para mais de 500 outras atividades econômicas”, afirmou Alfredo Lopes, presidente da ABIH-RJ.

Já para a diretora da Abeoc, Fátima Facuri, o setor de eventos foi um dos mais afetados com a pandemia. “Nós estamos ainda debaixo de um meteoro, o meteoro caiu e nós permanecemos. E o mundo digital acelerou um pouco essa retomada. Essa ferramenta on line hoje é muito importante para apresentar a nossa indústria e continuar com todo um trabalho que é fundamental para o setor econômico. Vamos lembrar que o setor de eventos no país corresponde 5% do PIB”, disse ela.

Já o Vitor Sayeg, da Tristar Turismo, acrescentou que a retomada de eventos para o Rio de Janeiro já está acontecendo e a demanda maior de pedidos é para que aconteçam na Barra da Tijuca, onde se concentram os grandes centros de convenções da cidade e da hotelaria. A maior dificuldade sempre é sem dúvida, quando falamos de logística, já que muitos dos executivos vem do aeroporto Santos Dumont, porém sempre colocamos o lado positivo da cidade e da sua grande infraestrutura”.

Réveillon e Carnaval

Um outro tema que virou destaque da live, que muitas pessoas queriam saber, foi como será o Réveillon e o Carnaval no Rio de Janeiro, uma dos maiores atrativos da cidade. “Estamos muito otimistas frente ao resultado dos últimos feriados no RJ. Claro que a ocupação não será igual ao ano passado, quando batemos um recorde durante o Réveillon e Carnaval, de 99%, mas esperamos chegar em torno de 70% de ocupação no período”.

Artigos relacionados
DestaquesNotícias

AMADEUS tem prejuízo de US$ 1,6 bi

O impacto da pandemia de covid-19 no sector das viagens e turismo é evidenciado pelo Amadeus, uma das companhias mais…
DestaquesNotícias

Amadeus faz parceria com Microsof para inovar em tecnologia no turismo

O Amadeus assinou um acordo com a Microsoft para usar a sua “tecnologia de cloud para inovar e explorar novos…
DestaquesNotícias

Europa vai exigir atestado de vacinação para quem viajar ao Continente

O primeiro-ministro, António Costa, explicou, no final da reunião de líderes europeus desta sexta-feira, que a Comissão Europeia está a…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :