Notícias

Turismo em Portugal só volta a normalidade na Páscoa de 2021

As atividades normais do turismo em Portugal deverão ocorrer na Páscoa de 2021, é o que acha o presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT), Pedro Costa Ferreira. Segundo ele, atualmente o setor luta pela sobrevivência.

Atualmente a segunda onda do covid-19, está sendo devastadora para o setor de saúde de Portugal, que está a beira de um pré-colapso e teme o aumento do número de morte e infectados, fase que o muitos países como o Brasil já passou.

Para ele as falências ainda não entraram no setor porque existe um espaço grande de diálogo com o governo a nível de apoios. Urgente é chegar a um acordo com a TAP para o reembolso da dívida de cerca de 25 milhões de euros. Algo que se estima que aconteça já este mês. Para o presidente da entidade, se faz urgente o reembolso da TAP para as operadoras de turismo.

Já a companhia aérea portuguesa TAP continua realizando planejamento para enfrentar a crise e utilizar com sabedoria, os recursos que o Governo Português tem destinado para sua recuperação.

As novas rotas continuam sendo mantidas, apesar do ministro das infraestruturas Pedro Nuno, já ter declarado que aquelas que estão dando prejuízo podem ser suspensas. Especificamente, com relação a rota Lisboa/Maceió, a TAP informou que até segunda ordem continuará sendo realizada semanalmente e algumas alternativas como fazer escalas no Nordeste foram descartadas momentaneamente.

Fusões

O presidente da APAVT disse que nos próximos meses deverá ocorrer fusões, convergências e até mesmo decretação de falência de empresas que não desejam mais ficar no mercado. Pedro Costa, faz uma projeção de que a crise vai perdurar de forma gradualmente reduzida até 2024, quando o mercado voltará a normalidade total.

Até lá o que se pede dos Governos é colaboração e ajuda para manter o setor ainda gerando empregos e injetando recursos em Portugal.

Novos cenários

Segundo ainda Pedro Costa os empresário devem se adaptar a nova realidade com novidades como Slow Tourism e os Small Groups. Será uma exigência dos protocolos de saúde. A sociedade ocidental passou a analisar os perigos que rondam lugares superlotados, ou simplesmente ambientes com muitas pessoas oriundas de diversos lugares do mundo, trazendo consigo uma carga viral muito grande de onde são.

Os grupos de turismo transportados em grandes ônibus, será um dos itens a serem analisados. O mercado vai ditar as novas regras, que atualmente diz que são os Small Groups ou Slow Tourism.

Os empresários que atual no mercado de turismo e também de hotelaria terão que criar facilidades para atrair o turismo, como baixo preços e crédito no faturamento, como se faz no Brasil onde se paga as diárias do hotel no cartão de crédito de forma parcelada.

E por último é preciso que a Europa padronize os protocolos para os turistas, evitando a grande confusão que existe atualmente.  Agora é espera que a vacine chegue logo, ou que a população naturalmente adquira a imunização, como já ocorre o Brasil.

Artigos relacionados
DestaquesNotícias

Europa vai exigir atestado de vacinação para quem viajar ao Continente

O primeiro-ministro, António Costa, explicou, no final da reunião de líderes europeus desta sexta-feira, que a Comissão Europeia está a…
DestaquesNotícias

Cresce busca por alugar carros e contratar serviços com pequenos grupos

A pandemia de covid-19 trouxe uma nova realidade para quem viaja, buscando se proteger de locais com aglomeração e fechados…
DestaquesNotícias

Turismo: veja as startups da Hot 25 em 2021

Viagem, turismo e hospitalidade estão em uma situação difícil, pois chegam aos últimos meses de um ano devastador. Companhias aéreas,…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :