ALAGOAS

A saga do aeroporto de Maragogi e assinatura da ordem de serviço na quinta-feira (4)

Na próxima quinta-feira (4) será assinada a Ordem de Serviços para inicio finalmente do tão falado e comentado aeroporto de Maragogi. A solenidade terá a presença do Governador Renan Filho e os secretários de desenvolvimento e turismo, Rafael Brito, Mosart Amaral, de Transporte e desenvolvimento urbano, além do prefeito Sérgio Lira.

A proposta de construção do aeroporto, surgiu em 2000, em uma reunião entre o prefeito Sérgio Lira que estava em seu primeiro mandato, com o então secretário estadual de turismo de Pernambuco, Luiz Eduardo Cadoca, que pretendia construir o empreendimento na divisa dos dois estados, entre os municípios de São José da Coroa Grande e Maragogi. O projeto chegou a ser preparado, mas uma ação no Ibama de Pernambuco, embargou a obra alegando que iria causar um forte impacto ambiental em toda região. Houve também movimentação nos bastidores e empresários da região que são contra a obra, alegando que é desnecessária, mas que hoje reavaliam suas opiniões.

O tempo se passou e o projeto do aeroporto de Maragogi, virou “cabo eleitoral” de muitos candidatos a prefeito de Maragogi, deputados estaduais, federais, senadores e também a governador. Houve até um vídeo do presidente Bolsonaro circulando nas redes sociais prometendo o aeroporto. Contudo, a obra realmente só vai se concretizar graças ao governador Renan Filho, que assina Ordem de Serviço na próxima terça-feira.

A obra vai agregar valor ao destino turístico, dotando não só Maragogi, mas toda região Norte de Alagoas e até mesmo os municípios da Mata Sul de Pernambuco vão sair com lucros com a obra do Governo de Alagoas, com um equipamento aeroviário tão importante para o turismo, como também o transporte de alimentos produzidos nos inúmeros assentamentos existentes na região.

A perspetiva é que seja atendida demandas regionais e também de voos fretados nacionais e internacionais vindos da Europa, como também voos de aeronaves particulares de praticantes de golfe, já que existe um projeto piloto de um Golfe Cube em andamento em Porto de Pedras e outro do Grupo Amarantes (Salinas) em Japaratinga.

Equipamento

O aeroporto contará com um terminal de embarque e desembarque de passageiros, uma pista de pouso e decolagem de 2.200 metros, além de um pátio para abrigar duas aeronaves simultaneamente, situados numa área de 340.888 hectares, segundo estudo topográfico. A construção será 100% financiada com recursos do Governo de Alagoas. A obra será encabeçada pela Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), está orçada em aproximadamente R$ 120 milhões e tem prazo para conclusão de dois anos após o início dos trabalhos.

De acordo com dados da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e da entidade Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau (CCC&VB), o Litoral Norte é o segundo maior polo turístico alagoano, sendo o município de Maragogi o destino mais procurado por visitantes na região e o segundo destino mais visitado em Alagoas, ficando atrás apenas da capital Maceió. Segundo dados da Prefeitura de Maragogi, uma média de 300 mil pessoas visitaram as piscinas naturais, um dos principais atrativos turísticos da cidade, durante o ano de 2019.

Maragogi aparece, ainda, nos rankings dos mais procurados de agências on-line como Hotel Urbano e Decolar. Na ausência de um aeroporto regional, de acordo com dados da CCC&VBN, 90% dos turistas chegam a Maragogi por Recife, em Pernambuco.

O secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, destaca que a construção do Aeroporto Costa dos Corais é uma obra estruturante que vai garantir o fortalecimento da atividade turística em Alagoas, além de gerar empregos e novas oportunidades à população alagoana. 

“Fala-se da construção do aeroporto de Maragogi há 17 anos, desde 2004, e só agora está saindo do papel com o empenho do governador Renan Filho. Essa obra, e todo o conjunto de obras estruturantes que estão sendo tocadas no Norte do estado, mostra que o governador valoriza e investe na vocação turística da região. O resultado disso é, invariavelmente, mais progresso e desenvolvimento econômico para Alagoas”, pontuou.

Artigos relacionados
ALAGOAS

Sedetur e Procon abordam 22 veículos e 7 são flagrados irregulares em Maragogi

Cerca de 22 veículos, com capacidade total de aproximadamente 550 passageiros, foram abordados em ação de fiscalização de transportes turísticos…
ALAGOASNotícias

Secretário Rafael Brito reúne trade turístico para alinhamento de ações promocionais

Em 2020 o turismo em Alagoas alcançou a liderança do mercado nacional e esteve em evidência durante todo o ano…
ALAGOASDestaquesNotícias

Fluxo de passageiros: Alagoas alcança melhor mês do período pós-pandemia

O ano começou bem para o turismo alagoano. Prova disso é que o mês de janeiro registrou o maior fluxo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :