AgresteCotidiano

Empresa quer licença para operar a queima de resíduos sem comprovação de eficiência de danos ao meio ambiente

Local de funcionamento é no Distrito Industrial de Girau do Ponciano que também não possui licença ambiental

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) embargou a obra de instalação da empresa Global Solutions, em Girau do Ponciano, por descumprir normas do processo de licenciamento ambiental, já que não tem licença para ter iniciado a construção para funcionamento. A empresa foi notificada e entrou com o pedido de licenciamento, que deverá ser apreciado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente ( Cepram).

A tecnologia utilizada pela empresa tem sua eficácia questionada por ambientalista, já que só tem uma unidade funcionando em Contagem, Minas Gerais, em um local longe de aglomerado urbano e com uma licença ambiental concedida pela prefeitura, que não emitiu nenhum parecer sobre a eficácia do funcionamento do empreendimento.

Em São Paulo não tem nenhuma unidade da Global Solutions funcionando e o local que foi anunciado, pela empresa na imprensa, existe apenas uma área algumas instalações com equipamento desmontado; fato constatado pela fiscalização do IMA que esteve lá.

Não aprovado pela Cetesb

Segundo conseguimos apurar junto aos representantes do IMA, que foram até São Paulo, a Cetesb não concedeu licença ambiental à Global Solutions até hoje, porque o processo de queima dos resíduos não teve sua eficácia comprovada e principalmente que danos pode causar ao meio ambiente e também aos seres humanos.

O pedido de licença ambiental realizado pela empresa informa que o empreendimento estaria se instalando no Distrito Industrial de Girau do Ponciano, contudo no contrato da empresa, o endereço é uma rua projetada, próximo a um aglomerado urbano residencial, fato que também preocupa a comunidade, fato constatado pelo IMA, que ainda lembrou que a Prefeitura não tem competência para conceder licença ambiental, para este tipo de instalação de processamento de resíduos.

O Cepram deverá analisar todo processo e se posicionar sobre a instalação do empreendimento nesta terça-feira (9)., Vale destacar que até agora não conseguiu comprovar eficiência e principalmente o impacto que causará ao meio ambiente.

Artigos relacionados
CotidianoNotícias

Prefeitura da Barra de Santo Antônio garante medicação à população

A administração da prefeita Lívia Carla e do vice Cleber Malta, esta mudando a realidade da Barra de Santo Antônio…
CotidianoNotícias

Prefeitura do Pilar recebeu R$ 200 milhões de royalties, informa vereadora Thaís Canuto

Um processo judicial entre os municípios de Marechal Deodoro e Pilar, pela posse da Estação Coletora de Embarque e Desembarque…
AgresteCotidianoNotícias

Covid-19: Hospital Regional de Arapiraca vacina todos os funcionários

Uma boa nova vem do Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho, referência em atendimentos na cidade de Arapiraca e…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Enter Captcha Here :